Secretaria de Saúde libera dose de reforço da Covid-19 para usuários imunossuprimidos a partir desta terça (21)

A Secretaria de Saúde de Indaial libera a partir desta terça-feira, 21 de setembro, a 3ª dose contra a Covid-19 para usuários imunossuprimidos que receberam a 2ª dose há pelo menos 28 dias. O atendimento é realizado na Central instalada no Parque Municipal Jorge Hardt, que funciona de segunda a sexta, das 8h às 16h30.

Para ser imunizado é necessário apresentar: Cartão do SUS, documento oficial com foto e carteirinha de vacinação, além de um documento que comprove a condição de imunossuprimido: cadastro já existente na Unidade de Saúde; atestado, relatório médico, prescrição médica, exames ou receitas com a indicação da condição da pessoa – prescrições de medicamentos de uso não controlados o prazo de validade é de 1 ano.

Dentro do grupo de imunossuprimidos são considerados os usuários com:

a) Imunodeficiência primária grave;
b) Quimioterapia para câncer;
c) Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras;
d) Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 <200 céls/mm3;
e) Uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias;
f) Uso de drogas modificadoras da resposta imune (Anexo 2);
g) Pacientes em hemodiálise;
h) Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto
inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

As pessoas imunizadas anteriormente por estarem em uma dessas condições do grupo de imunossuprimidos e que apresentaram documentação na Central de Vacinação não precisarão levar novos documentos comprovatórios para a 3ª dose. Já os usuários vacinados por outros grupos (faixa etária ou indústria, por exemplo) para receberem a dose de reforço como imunossuprimidos precisarão levar toda a documentação solicitada.

Campanha de vacinação continua para outros grupos

A 1ª dose permanece disponível para adultos com 18 anos ou mais, assim como a 3ª dose para idosos com 80 anos ou mais que receberam a 2ª dose há mais de 6 meses (até 21 de março, por exemplo) e a 2ª dose para quem cumpriu o intervalo mínimo entre as doses: Coronavac – 28 dias e AstraZeneca – 10 semanas. No caso da Pfizer, o adiantamento desta vacina é para quem recebeu a 1ª dose até 2 de julho, tendo em vista o envio reduzido de doses pelo Estado.

Para adolescentes de 12 a 17 anos a vacinação segue suspensa por falta de novas doses do Estado.

As pessoas que já receberam a vacina contra a Influenza devem respeitar um intervalo mínimo de 14 dias para imunização contra a Covid-19.

COMUNICAÇÃO INDAIAL

Deixe um comentário