Nesta quarta-feira, dia 18 de agosto, a Câmara Municipal de Timbó realizou audiência pública para discutir o tema que trata do período disponível de permanência das crianças e possível ampliação deste quadro nos NEIs

A audiência foi a pedido da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento e Bem-Estar Social, formada pelos Vereadores Carlos Adriano Krüger, Adriano José da Silva e Adilson Mesch. Ainda presente no plenário profissionais da educação e pais que possuem crianças nos Núcleos de Educação Infantil Municipais.
Estiveram presentes o Secretário Municipal de Educação de Timbó Alfroh Postai, representantes dos sindicatos das categorias dos setores têxtil, de vestuário e metalúrgico. Presente também o Prefeito em exercício Guilherme Voigt Júnior e Vereadores do Legislativo.
O secretário destacou a importância de se compreender que desde 2009, a oferta de creches se tornou educacional e pedagógica, ou seja, um direito da criança. Postai lembrou que desde 2017, cumprindo a decisão judicial de atender a demanda reprimida de vagas em Timbó, foi viabilizado o remanejamento qualificado nos NEIs, para que, conforme previsto em lei, todas as crianças fossem matriculadas, de maneira, que o município conseguisse oferecer dois períodos de atendimento de 7 horas e, nos casos verdadeiramente comprovados de vulnerabilidade, há possibilidade de contemplar as famílias que necessitam de mais horas.

Os pais que se manifestaram de forma presencial e também através dos canais digitais da Câmara, pediram a expansão dos horários de atendimento, principalmente os que trabalham em horário comercial.

Vereador Adriano José da Silva salientou que o atendimento realizado pelas profissionais é excelente, porém o que está em discussão é criar alternativas para que essa demanda seja assistida.

Em seu manifesto o Vereador Flavio Germano Buzzi, enfatizou a importância dessa audiência pública, como sendo um passo adiante para buscar uma solução.

O Vereador Carlos Adriano Krüger enfatizou ao secretário que esse é um assunto que deve ser dada a devida importância, para que se encontre a melhor maneira para que os pais possam ter suas crianças assistidas por mais horas nos NEIs.

“Vamos fazer as devidas análises. Já consideramos a possibilidade de parceria com a iniciativa privada, como existem exemplos em outros municípios”, finalizou Alfroh.

Um público de cinquenta pessoas esteve presente para debater o assunto. Mais de 200 manifestações de ambas as partes foram registradas.

TEXTO – ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CÂMARA DE VEREADORES DE TIMBÓ

Deixe um comentário