Investimento em imóveis pode render de 15% a 20% ao ano, aponta economista

Segundo o Dieese, o pagamento do 13º salário nesse final de ano deve injetar R$ 200,5 bilhões na economia do país. Imóveis são uma ótima e rentável opção para aplicar esse dinheiro extra

A auxiliar administrativa Caroline Gomes adquiriu em 2009 um apartamento de 74 m² em Curitiba, na planta, por R$ 98 mil. Em 2019, dez anos depois, esse mesmo apartamento vale R$ 200 mil, valorização de mais de 100%. “Ficamos surpreendidos positivamente, pois se tivéssemos aplicado este valor na poupança, por exemplo, a rentabilidade teria sido bem menor”, comenta Caroline. De acordo com o economista Lucas Dezordi, os imóveis são uma das opções mais rentáveis de investimento a médio e longo prazo que existem, com valorização média de 15% a 20% ao ano.  “Quem tem um dinheiro disponível e está pensando em aplicar, eu diria a essa pessoa para investir no mercado imobiliário”, aconselha o economista.

Esse dinheirinho extra, inclusive, está chegando agora no bolso de aproximadamente 83 milhões de brasileiros(as). Segundo estudo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o pagamento do 13º salário, previsto para novembro e dezembro, vai injetar R$ 200,5 bilhões na economia do país.  O valor equivale a aproximadamente 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB) e será pago aos trabalhadores do mercado formal. Em média, a renda do trabalhador receberá um acréscimo de R$ 2.251,00.

Atentas a essa movimentação de mercado, as construtoras estão preparando promoções de final de ano com oportunidades para aqueles que pretendem investir ou realizar o sonho da casa própria.  A Realmarka Construções, por exemplo, está oferecendo até R$ 10 mil de desconto nas despesas de cartório, ITBI e Funrejus, para o empreendimento Pátio Pazienza – condomínio com 64 apartamentos situado no Alto Boqueirão, em Curitiba. A promoção começou no dia 12 de novembro e vai até 10 de dezembro. “Trata-se de um desconto bastante interessante, em um empreendimento cuja entrega está prevista para 2023, com um excelente potencial de valorização. Seja para morar ou para investir, é uma ótima opção que estamos oferecendo aos clientes”, afirma a diretora de marketing da Realmarka, Jacqueline Grippe.

Empreendimentos como este, na planta, costumam apresentar uma valorização ainda maior, de acordo com o economista Lucas Dezordi. “É importante que o investidor tenha claro qual é a sua perspectiva, o seu foco para fazer o investimento correto. Os imóveis tendem a dar um retorno em longo prazo, ao ano, quando bem aplicado, acima de 15% ou 20% ao ano. Comprando o imóvel na planta, ele consegue ter uma ótima taxa de retorno. Então, é uma excelente alternativa de aplicação”, confirma o economista.

texto: Guilherme Ochika / Moon MKTKT

Deixe um comentário